domingo, 6 de maio de 2007

Lá vai Lisboa...

De rumo ao caos. O secretário-geral do maior partido de oposição retira a confiança política a Carmona Rodrigues, actual presidente da Câmara alfacinha.
Rapidamente a oposição encarrega-se das cerimónias fúnebres do presidente da CML.
Volte face.
Carmona num exercício de cristianismo puro, ressuscita.
O povo aclama-o.
A íniqua promiscuidade entre o poder e corrupção é um carimbo da nossa decadente sociedade.
A recusa em abandonar o apetecível cargo da CML é demonstração cabal da falta de ética e moral que a maior parte do aparelho politico português ostenta. Não é um caso virgem, casos de Oeiras, Felgueiras, Salvaterra, Gondomar são um exemplo pragmático.

A idoneidade politica e de liderança do Carmona está posta em causa, mas de uma coisa é certa, ele tem queda para o cargo embora não inspire muita confiança no seu desempenho como podemos ver neste vídeo.



Um comentário:

second thoughts disse...

bem bem.. deve confessar que fiquei espantadíssima com o nosso honroso c rodrigues. não o via com tamanhos dotes!
qt ao duelo actual e à questão demitir/não demitir da presidencia da CM Lisboa devo confessar que não estou totalmente de acordo ctg... a lei portuguesa define que todo e qualquer Ser é inocente até prova do contrário, daí não acho pouco sensata a atitude de permacener no cargo até novos "desenvolvimentos"..
mas..
se a consciência está pesada ou não.. eis a grande questão.

*gostei do blog. continua!