sexta-feira, 29 de fevereiro de 2008

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2008

Ossos do ofício

Não há nada mais sensual do que estar quase afónico.
A intensidade de cada palavra soletrada por mim, nestes dias, é tão forte como a melódica música Strangers in the Night do Frank Sinatra.

terça-feira, 19 de fevereiro de 2008

440 KM

A razão por vezes expurga o espírito de percorrer trilhos demasiado sinuosos.
A dicotomia trágica da distância: o vazio de incertezas ou o pleno de certezas (mesmo que sejam nefastas).

Escolho a segunda.

Apetece-me enfrentar esse caminho, conquistar cada metro, cada quilómetro e esvaziar a dor que a distância transporta.

Isso faz-me sentir vivo.



PS: O ciclo, de iniciar algo na minha vida conjugando os verbos no pretérito perfeito, acabou aqui.

quinta-feira, 14 de fevereiro de 2008