quinta-feira, 7 de agosto de 2008

Arrumações

Tinha o quarto numa miséria.
Ok.
Não estava assim tão mau…
Caótico?
Também não.
É um termo que me transporta para o universo de Mandelbrot e não me apetece dissertar sobre isso – também não conseguiria.
Fico-me pelo alegremente desorganizado.
Comecei pela roupa.
Parece que o chão do meu quarto é fértil para a cultivação de t-shirts.
E as paredes frutificam bons post-its.
Alguns livros espalhados, ilustrados com notas soltas e meia dúzia de fotos fossilizadas.
Sim, dá-me para marcar o conteúdo dos livros com fotos que perpetuaram momentos únicos da minha vida.
Tudo minimamente colocado em ordem quando olho para a porta do quarto e para o bilhete que lá estava colocado.
Um bilhete para assistir ao concerto de EMIR KUSTURICA & THE NO SMOKING ORCHESTRA, no Coliseu do Porto, datado de 25 de Janeiro de 2008.
Inicialmente eram dois.
Vendi um, com oferta da ilusão que me proporcionou comprá-los.
Este ficou para me servir de correctivo.
Mas chegou a hora.
Guardei-o na gaveta – que todos temos – para guardar boas e más recordações.
Sei, que na poeira do tempo, vou pegar nele novamente e esboçar um sorriso.

3 comentários:

Sadly, Yes disse...

arrumações.. puff..
parece que é a altura delas!
o meu quarto sofreu uma metamorfose BRUTAL (não sei quanto tempo durará esta re-organização, mas...bah!)
emir kusturica: é interessante. mas eu sei que o sorriso que esboçarás não será provocado por isso...
guarda e mantém-no!
no mínimo não é um "grrr....vou rasgar o bilhete"

;)

bjocas

tiago araújo disse...

CJ, quer participar no meu blog??

visite

http://www.campeoesfcporto.blogspot.com/

M. disse...

Boas amigo.
Foi bom rever-te passado estes anos todos.
Temos que combinar outro encontro de imperial. lol

Do blog, já deu para ler que continuas sempre bem humorado e com a paixão pela escrita.
O defeito é que continua o mesmo: continuas a viver na ilusão que as pessoas não têm um lado mau e qlq dia fodes-te a sério. Deixa esse sorriso inocente qd tens alguma adversidade. Cerra os dentes. Já não és o puto que escrevia poemas para ajudar os colegas a engatarem as miúdas no intervalo dos jogos de futebol.
Cresceste crl!!!
Abre os olhos.


Desculpa esta minha sinceridade bruta. Ehehehe.

Para a próxima vamos comer caracóis.
Abraço.


M.