sexta-feira, 4 de julho de 2008

A modos que...

... estou farto.
Preciso de um empurrão para enfrentar certos medos.
Um empurrão infligido pelos mesmos braços que um dia me ampararão e aconchegarão nas quedas.
Não é fácil.
Eu sei.
Não sou propriamente "pequenino".

Um comentário:

Sadly, Yes disse...

"Deixarás de temer quando deixares de ter esperança"
Séneca in Cartas a Lucílio