domingo, 6 de abril de 2008

In reverse....

O tempo voa.
Faz hoje, precisamente, um ano em que a minha capacidade de resistir à dor física conheceu o seu maior desafio.
As imagens ainda me assaltam o pensamento sempre que a estabilidade do solo, em que piso, não é a melhor. Curiosamente, há um ano atrás, também a estabilidade emocional tinha sofrido um forte revés. Um duplo azar.
Hoje, apesar de pequenos condicionalismos físicos, consigo superá-los e construir o meu próprio caminho.O resto? Bem... o resto é crónico...

( Não poderia deixar de homenagear as duas canadianas mais simpáticas que já conheci!)


3 comentários:

Rosa disse...

Mesmo as doenças crónicas dão-nos dias de "boas abertas"... :)

cj disse...

Que visita tão boa....

Actualmente, não creio nisso... e basta olhar lá para fora. A bátega que hoje ocorreu em Lisboa, não agoira nada de bom.

No entanto, visitei o teu cantinho e presumo que o teu sorriso deve estar ainda mais resplandecente!

Tu mereces.

:)

Carolina Caldeira disse...

nao acredito nessas doenças cronicas... é como em tudo, ter um bocadinho de força de vontade pa superar maus momentos e nao se deixar render facilmente... ;)
Bejoca*